Como abrir uma MEI?

0

Esse ano de 2020 já começa como uma oportunidade de conquistar a sua independência financeira e fugir do desemprego. Eu vou te mostrar por que e como abrir uma MEI, e já começo dizendo que essa é a opção mais econômica de ser empreendedor.

Parece uma coisa distante e que implica em vários gastos e burocracias, entretanto é bem mais simples do que você imagina. Não possui custo de abertura e o processo é 100% online.

Importante

Não possuir custo de abertura é diferente de não ter custo para manter, e eu sei que os valores são importantes para a tomada de decisão, então vamos conhece-los.

O microempreendedor individual terá como despesas apenas o pagamento mensal do Simples Nacional.

Comércio ou Indústria R$49,90, ou R$ 50,90

Prestação de Serviços R$ 54,90

Comércio e Serviços juntos R$ 55,90

Eu imagino que você deva estar se perguntando: “Mas, será que tem algum benefício?”
Simmmmm

  • Você tem direito a auxílio-maternidade;
  • Direito a afastamento remunerado por problemas de saúde;
  • Aposentadoria;
  • Sendo MEI, você é enquadrado no Simples Nacional e ficará isento dos tributos federais (Imposto de Renda, PIS, Cofins, IPI e CSLL);
  • Com CNPJ, pode abrir conta em banco e tem acesso a crédito com juros mais baratos. Pode ter endereço fixo para facilitar a conquista de novos clientes;
  • Cobertura da Previdência Social para você e sua família. Conta, também, com o apoio técnico do Sebrae para aprender a negociar e obter preços e condições nas compras de mercadorias para revenda, obter melhor prazo junto aos atacadistas e melhor margem de lucro.

Quais são as condições necessárias para se tornar um MEI- Microempreendedor individual:

  • Faturamento limitado a R$ 81.000,00 por ano;
  • Que não participe como sócio, administrador ou titular de outra empresa;
  • Contrate no máximo um empregado.

Quem não pode se inscrever como MEI:

  • Pensionista e Servidor Público Federal em atividade. Servidores públicos estaduais e municipais devem observar os critérios da respectiva legislação, que podem variar conforme o estado ou município;
  • Estrangeiro com visto provisório (formalizar apenas mediante apresentação do RNE – Registro Nacional de Estrangeiros, pois este é o “visto permanente”);
  • Pessoa que seja titular, sócio ou administrador de outra empresa.

Passo a passo de como se tornar um Microempreendedor individual

Antes de dar início ao processo de criação da MEI, procure saber se o seu ramo de atividade se enquadra nesse perfil de empresa.

Pode realizar essa consulta no portal do empreendedor através do link:

http://www.portaldoempreendedor.gov.br/temas/quero-ser/formalize-se/atividades-permitidas

A partir deste momento, deverá ser criada um login e senha para a inscrição como MEI, o cadastro permitirá ter acesso aos diversos serviços públicos digitais, sem precisar se deslocar, permanecer em filas, imprimir ou autenticar documentos.

Se você já possui cadastro no gov.br, informe o CPF e a senha cadastrados para validação no portal do empreendedor

Agora com login e senha criados, retorne ao Portal do Empreendedor para continuar seu processo de inscrição como MEI.

Documentos Necessários

RG, Título de eleitor ou Declaração de Imposto de Renda, dados de contato e endereço residencial.

  1. Clique no botão Formalize-se, disponível no Portal do Empreendedor;
  2. Na página que se abrirá, informe os dados da sua conta gov.br
  3. Autorize o acesso aos seus dados pelo Portal do Empreendedor – Área do Usuário da REDESIM
  4. Caso solicitado, informe o número do recibo da sua declaração de imposto de renda ou do título de eleitor

O nome fantasia é a sua marca, é através dela que os clientes vão te procurar e é por ela que será reconhecido. Para escolher o nome fantasia da sua empresa, conheça o seu público-alvo, não escolha nomes que sigam alguma moda, a sua marca precisa transcender a moda e ser permanente. Essa escolha está atrelada a sua identidade visual e estratégias de marketing.

O capital social você pode considerar como o valor – que pode ser dado em bens ou dinheiro – usado para iniciar sua empresa. Então, se você gastou 20 mil reais para montar o seu negócio, você pode usar esse valor como valor para o capital social. Só lembre que existe o limite de 81 mil.

  • Preencha como ocupação principal aquela que você mais irá exercer 
  • Marque, também, onde irá atuar: em casa, em endereço comercial, como ambulante, porta-a-porta, via internet, dentre outros

É permitida a inclusão de uma atividade principal e de até outras 15 atividades secundárias.

Você deverá especificar se o trabalho será realizado pela internet, ou se terá um estabelecimento fixo, se é porta a porta, enfim…

 E depois deverá passar as informações do seu endereço e do endereço usado para as suas atividades. E cuidado que ao você registrar o mesmo endereço de residencial e comercial, isso pode alterar o seu IPTU!

Você vai precisar ler as declarações com atenção, se certificar que você realmente está de acordo com elas e confirmar as suas informações.

Após finalizar essas etapas você tem acesso ao Certificado de Condição de Microempreendedor Individual, que contém o seu CNPJ, o registro na Junta Comercial e o alvará provisório de funcionamento. Em 180 DIAS você recebe o certificado definitivo.

Você sabia?

 Que em cada 4 empresas abertas no Brasil 3 são MEI.

Essa é uma estatística que vale a pena ser inserido, então aproveita essa energia e vontade de mudança que o ano novo carrega e bora trabalhar. Não tenha medo de perguntar, a base do crescimento é o conhecimento e o esforço, se tiver alguma dúvida deixa aqui nos comentários.

Feliz 2020!!

Comentários
Carregando Comentários...